Trabalhadores da construção civil poderão ter preferência na compra de imóveis do Minha Casa Minha Vida

Um projeto do Senado garante 5% das casas para esses operários.
O projeto foi apresentado pela senadora Vanessa Grazziotin, do PC do B do Amazonas. Ela alega que os trabalhadores da construção civil, justamente quem ajuda a construir o sonho da casa própria, não vêm se beneficiando do programa.

A senadora explicou que em alguns estados e municípios são os próprios governos locais que fazem as listas para compra das casas e esses trabalhadores nem sempre são contemplados. Grazziotin também alega que a reserva de cinco por cento prevista no projeto está até aquém do tamanho da categoria e é compatível com a faixa salarial desses operários.

“É uma proposta até mais para reconhecer o trabalho, o empenho desses que de fato são os construtores da casa e não conseguem ter acesso.”

Vanessa Grazziotin não descartou que alguns segmentos da sociedade reclamem de que estão criados privilégios no programa Minha Casa, Minha Vida. Também acha possível que alguns critiquem o fato de se tentar criar mais um tipo de quota social no país. Mas ela entende que a reserva dos cinco por cento é justificável.

“Essas reclamações aparecem, mas eu acho que é para a categoria que está lá dentro trabalhando.”

O projeto está pronto para ser discutido e votado na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo. O relator é o senador Randolfe Rodrigues, do Rede Sustentabilidade do Amapá.

Fonte: Rádio Senado