Sinduscon-JF promove palestra sobre índice do custo da construção civil

Na noite desta segunda-feira, 23, um grupo de empresários recebeu na sede do Centro Industrial de Juiz de Fora a assessora econômica do Sindicato da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), Ieda Maria Pereira Vasconcelos. O encontro foi organizado pelo Sinduscon-JF, visando o nivelamento das informações referentes ao Custo Unitário Básico da Construção Civil (CUB).

O CUB/m² é um indicador essencial no dia a dia das empresas de Construção Civil e por meio dele pode-se realizar o registro de incorporações imobiliárias e verificar o custo básico dos empreendimentos. A construção civil é o único setor da economia que calcula o seu próprio indicador de custo, que também é utilizado como indicador macroeconômico da evolução dos custos do setor.

O presidente do Sinduscon-JF, Leomar Delgado, explica que a interpretação do índice é de suma importância para o desenvolvimento do setor local. “Em Juiz de Fora, o CUB é um dos únicos indicadores que refletem a economia da cidade e a aplicabilidade deste é definitiva. Se trata de um índice legal que pode ser usado como correção de contratos, nos cálculos sobre impostos do INSS sobre as obras, sem contar o fato de ser um balizador da evolução do custo da construção civil na cidade”, explicou.

Juiz de Fora é uma das poucas cidades mineiras a calcular o CUB. Sobre a atuação do Sinduscon juiz-forano, a economista Ieda Maria destacou: “Sem dúvidas, Juiz de Fora é um exemplo para todo o Estado. Observamos que os profissionais que fazem a apuração do CUB têm muito cuidado com a elaboração do índice. Em várias reuniões que promovemos a equipe do município apresenta questões, tira dúvidas e verifica a coleta com todo o cuidado. Eles acompanham a apuração muito de perto, são muito participativos e estão atentos a todas as modificações. Toda essa participação reflete na seriedade dos índices apresentados e a entidade está de parabéns por trabalhar esta apuração de forma tão brilhante”.

Sobre a atuação do município Leomar afirmou: “Nós temos um longo caminho percorrido e uma responsabilidade muito grande com o empresariado local. Por isso somos tão empenhados no nosso trabalho, que é feito com o máximo de dedicação e força dos diretores que se encarregam da Comissão de Materiais e Tecnologia (COMAT)”.

Durante o encontro, a palestrante apresentou a cartilha “Custo Unitário Básico (CUB/m²): principais aspectos”, elaborada pelo Sinduscon-MG. O material traz vários detalhes importantes em relação ao índice como, por exemplo, lote básico de insumos, famílias dos insumos, projetos-padrão, etc. Para fazer o download da cartilha, o interessado pode acessar a seção índices, no site www.sindusconjf.com.br.