Setor da construção civil está menos pessimista em Minas Gerais

O empresário da construção pesada de Minas Gerais continua insatisfeito em relação às condições atuais de negócios e às perspectivas de novos negócios no setor. Apesar da falta de confiança, o índice de setembro deste ano apresentou melhora frente ao da última pesquisa, em novembro de 2016. De forma geral, o pessimismo quanto ao futuro diminuiu, mas os resultados atuais continuam ruins.

Isso foi o que mostrou a pesquisa Cenário da Construção Pesada em Minas Gerais, realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Pesada no Estado de Minas Gerais (Sicepot-MG), em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), divulgada no último dia 9 de novembro.

O índice que mede a confiança do empresário do setor no Estado bateu em 48,1 pontos em setembro deste ano, 8.6 pontos maior do que o de novembro de 2016 (39,5 pontos), mas já se aproximando dos 50 pontos, que passa a ser positivo nesse valor. “Houve uma melhora nas expectativas, mas quando se olha para os resultados e indicadores do momento, a maioria piorou. O que estamos vendo é que está ocorrendo uma pequena melhora no mercado de infraestrutura”, afirmou o presidente do Sicepot-MG, Emir Cadar Filho.

Conforme a pesquisa, o indicador de condições atuais apontou insatisfação dos empresários, ao permanecer abaixo da linha dos 50 pontos, com 38,9 pontos. Por outro lado, as expectativas para os próximos seis meses são positivas (52,7 pontos) e o otimismo é maior em relação à economia brasileira (61,9 pontos).

Em agosto de 2017, o índice de atividade marcou 30,9 pontos, e o de emprego, 32,3 pontos, sinalizando para contração do setor em relação aos seis meses anteriores à realização da pesquisa. No entanto, esses resultados são melhores que os registrados na pesquisa anterior (27 e 28 pontos, respectivamente).

Leia a matéria completa aqui.

Fonte: Diário do Comércio