Índice de atividade da Construção Civil em MG tem aumento de 6,9%

Contrariando todas as expectativas e indo na contramão da maioria dos estados do País, o Índice de Atividade da Construção Imobiliária (Iaci) registrou aumento de 6,9% no fechamento de 2016 em Minas Gerais. O resultado é apontado pelo Monitor da Construção Civil (MCC) e justificado por quedas menos expressivas observadas no Estado em indicadores como desemprego, renda e produção industrial, quando comparados com o restante do País. Na média brasileira – aponta o MCC, elaborado pela Tendências Consultoria, em parceria com a Criactive, empresa especializada em pesquisas mercadológicas -, o índice encerrou o ano passado com queda de 13,4% sobre o exercício anterior.

Quando analisadas as demais bases de comparação os números do Estado também são melhores, diz o documento. Em dezembro de 2016, frente ao mesmo mês de 2015, por exemplo, teria havido alta de 11,5% em MG, enquanto no País o resultado caiu 21,1%. Já no resultado dessazonalizado, houve queda de 4,1% e de 3,5%, respectivamente, em dezembro, na comparação com novembro. Segundo a analista da Tendências Samanta Imbimbo, neste caso, o resultado em Minas Gerais foi pontual, uma vez que o Estado registrou crescimento na comparação dessazonalizada até meados de 2016. Depois é que os resultados começaram a cair.

“O setor imobiliário é muito ligado a expectativas e a leve recuperação dos índices de confiança permitiram alguma recuperação no caso do Estado, tendo em vista seus resultados em situação ‘menos pior’ que no restante do Brasil. Ainda assim, o cenário mantém-se como uma incógnita, não acenando se 2017 será um ano com resultados melhores”, afirma. Isso porque, segundo ela, o Índice de Lançamentos Imobiliários (Iaci-L) em Minas Gerais ficou negativo. No acumulado de janeiro a outubro de 2016 – quando houve a última atualização -, o índice ficou em -0,3% no Estado, enquanto no País a baixa chegou a 44%.

Fonte: Diário do Comércio