Governo torna permanente a desoneração da folha de pagamento

A CBIC, representada pelo presidente eleito José Carlos Martins, participou ontem (27), no Palácio do Planalto, em Brasília, de reunião com a presidente da República, Dilma Rousseff; com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e empresários de vários setores da economia sobre a desoneração da folha de pagamento. Ficou decidido que os 56 setores da economia já beneficiados com o processo, entre eles o setor da construção, terão esse benefício de forma permanente. A medida foi implementada em 2011 e tinha validade até o fim deste ano.

Para o ministro Mantega, os objetivos da desoneração estão sendo alcançados. “O objetivo era reduzir o custo da mão de obra sem diminuir salários, aumentando a competitividade da empresa brasileira. Os produtos brasileiros ficam mais baratos não só aqui dentro, mas lá fora porque essa desoneração é plena para as exportações.

Foi constatado também que isso aumentou o nível de emprego, e é uma das razões pelas quais o emprego no Brasil continua se expandindo, à diferença de outros países. Aumentou a formalização porque ficou mais barato manter um trabalhador com carteira assinada”, disse Mantega.