Empresas da construção civil perdem 71,6% em valor de mercado em seis anos

O valor das 16 empresas de capital aberto do setor de construção civil despencou 71,6% em seis anos, de acordo com um levantamento da consultoria Economatica. Em 14 de outubro de 2010, elas valiam R$ 57,1 bilhões. No dia 13 de dezembro de 2016, R$ 16,23 bilhões.
Em 14 de outubro de 2010, a empresa mais valiosa era a PDG, com R$ 12,16 bilhões, seguida pela Cyrela Realt com R$ 10,94 bilhões. Em 13 de dezembro de 2016, a PDG fechou com valor de R$ 67,3 milhões. Ou seja, perdeu R$ 12,1 bilhões de valor: queda de 99,45%. Atualmente o valor de mercado da empresa só é superior ao da Rossi Residencial e Viver, entre aquelas com capital aberto.
A maior empresa do setor em dezembro de 2016 é a MRV, com valor de R$ 4,85 bilhões. Ainda assim, de acordo com a Economatica, a empresa teve queda de 45% em seu valor. Em outubro de 2010, valia R$ 8,82 bilhões.

Fonte: Época