Diretoria 2015/2019 do Sinduscon-JF toma posse

Aconteceu na noite desta quinta-feira, 23, na Fiemg Regional Zona da Mata o jantar de posse da Diretoria 2015/2019 do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Juiz de Fora. O evento contou com a presença de autoridades políticas, entidades de classe e empresários de diversos setores. Aurélio Marangon assumiu a presidência no lugar de Leomar Delgado.

José Tadeu Feu Filgueiras, representando a Fiemg Regional, elogiou a gestão que se encerrou e desejou sorte ao novo grupo que entrou: “Nosso desejo é que além das metas que se propuseram a cumprir, mantenham a qualidade atual dos serviços prestados aos associados e a eficiência empresarial que tem marcado a trajetória do Sinduscon-JF ao longo desses 69 anos”.

O prefeito Bruno Siqueira esteve presente no jantar, mas quem falou aos presentes foi secretário de governo José Sóter de Figueirôa: “Gostaria de reforçar aqui o intuito do nosso prefeito da parceria que estabelecemos com o Sindicato. Uma parceria que visa não só trabalhar em prol desse segmento tão importante que contribui significativamente para o desenvolvimento econômico e social de nossa cidade mas também pela melhoria da qualidade de vida de nossa gente”.

Leomar Delgado, agora ex-presidente, agradeceu pelo apoio dos associados durante sua gestão: “Muito obrigado. Não há palavras que possam definir melhor o sentimento que eu tenho agora. Trabalhei com um amor fora do comum, mesmo sendo difícil ver um empresário representante de um setor empresarial falar de amor, mas foi o que eu pude dar ao Sinduscon”.

Em sua fala, Aurélio Marangon agradeceu nominalmente a presença de todos os presidentes dos sindicatos das indústrias e entidades de classe presentes. Ele destacou as conquistas do Sinduscon-JF e citou dois exemplos: o da carreata ” Construção Civil de Luto”, realizada na época do plano cruzado, em função do aumento dos valores dos insumos da construção civil; e o mandado de segurança conseguido através da união dos associados para que a prefeitura tornasse pública a relação de imóveis passíveis de tombamento, o que possibilitou às construtoras a condição de se planejar, gerenciar e construir com sucesso.

Para seu mandato, o novo presidente adiantou que, seguindo o que determina o estatuto, o que indica que cabe ao presidente comissões para desempenhar funções específicas, sua proposta é modernizar tais comissões, que hoje são sete: administrativa e financeira, imobiliária, de obras públicas, de materiais e tecnologia, de relações trabalhistas, de relações políticas, e de comunicação social. “Vamos marcar uma reunião e convidar todos os associados para remodelar essas comissões, dando o direito a quem quiser participar para continuarmos fazendo o trabalho que o Sindicato já realiza”, explicou Aurélio.

Clique aqui e confira as fotos do evento.