Deficientes superam limitações e conquistam espaço na construção civil

A inclusão de pessoas com deficiências em empregos ligados à construção civil traz um pouco de receio e de preconceito. Mas, apenas para aquelas pessoas que não possuem conhecimento algum sobre o trabalho executado por elas. São trabalhadores que exercem suas atividades, superando limitações e mostrando à sociedade de que são capazes.

A Gazeta de Alagoas visitou um canteiro de obras no bairro São Jorge, onde uma construtora possui, apenas nesta construção, quatro empregados com deficiência.

Lei Federal

A coordenadora do setor de Recursos Humanos da Construtora Telesil, Simone Parísio, explicou que, devido à uma Lei Federal, as empresas que possuem a partir de 100 funcionários, devem ter em seu quadro de colaboradores uma determinada porcentagem de pessoas com deficiência física. Mas que, segundo ela, as construtoras já ultrapassaram a cota determinada por lei, devido à qualidade profissional de cada um.

“Cumprimos o que determina a lei, mas felizmente possuímos bons profissionais no mercado e, chegamos às vezes a ultrapassar a cota, porque não podemos ficar sem essas pessoas conosco. Temos alguns que estão conosco há quase 10 anos e a cada nova obra, nós o encaminhamos. Assim como também possuímos em nosso setor administrativo”, explicou Simone.

Ela ainda ressaltou que a empresa se encarrega de executar ações sociais com os funcionários e familiares, a fim de evitar preconceitos e promover a união entre eles.

Leia a matéria completa aqui.

Fonte: Gazeta de Alagoas