Construção Pesada deve voltar à crescer este ano

Depois de dois anos de resultados fracos, o setor de construção civil pesada deve retomar seu crescimento.

Em 2012, a produção de asfalto (termômetro do segmento) aumentou em 4,3%, segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo).

O número é considerado baixo para um ano eleitoral: em 2010, a alta havia sido de 32,4% e, em 2008, de 26,7%.

Grandes responsáveis por obras de maior porte, os governos de 19 Estados do país diminuíram em 2% seus investimentos em 2012, de acordo com levantamento da consultoria LCA. No ano anterior, a queda havia sido de 23%.

Há uma sinalização clara de retomada dos investimentos dos Estados, segundo os dados dos orçamentos. Ainda que o realizado do orçamento fique, como de costume, abaixo do orçado, afirma o economista Douglas Uemura Nunes, responsável pela pesquisa.

A explicação para isso é o aumento do teto de endividamento dos Estados, aprovado pelo governo federal.

O índice de confiança dos empresários da construção pesada, medido pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), também mostra que o setor acredita em uma retomada: o indicador vem crescendo desde agosto.

Apesar dos indícios de expansão, Nunes lembra que tudo é uma perspectiva, isso porque o começo de 2013 não registrou bons resultados houve queda de 0,9% na produção de asfalto, por exemplo.

A melhora deve ficar visível a partir do segundo trimestre, diz o economista.

Fonte: cbic.org.br