Construção civil registra alta no número de demissões em Juiz de Fora

A crise econômica atual afetou um dos setores mais lucrativos de Juiz de Fora, a construção civil. Obras públicas e privadas foram paralisadas nos últimos meses, o que refletiu em queda de postos de trabalho.

Desde maio de 2015, mais de seis mil trabalhadores foram retirados do mercado, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). E a expectativa, segundo os especialistas, é de que os números piorem ainda mais. Até o final de 2016, outros dois mil trabalhadores vão assinar a demissão.

Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil da cidade, a rotatividade no setor sempre foi considerada comum, mas nunca havia chegado ao nível atual. Em alguns casos, empregados com pouco menos de cinco meses de serviço foram demitidos.

Fonte: G1.com