3 dicas de segurança para quem trabalha na construção civil

A construção civil é dos ramos que mais emprega profissionais no Brasil. Grande parte das atividades desse segmento envolve a ação em canteiros de obras, no qual ficam presentes profissionais de diferentes áreas.

A circulação de pessoas e a visitação das obras faz com que uma série de medidas de segurança sejam necessárias, pois são elas que resguardam os trabalhadores de incidentes de trabalho.
Por isso, toda a obra deve estar dentro das normas necessárias, certificando-se de que todas as medidas preventivas são seguidas. Confira abaixo algumas dicas para que todos os trabalhadores e envolvidos na construção fiquem em segurança no local.
Equipamentos
Fundamentais em qualquer obra, os equipamentos de proteção individual (EPIs) previnem danos físicos em caso de acidentes e evitam que os trabalhadores fiquem expostos a agentes que podem ser nocivos a sua saúde e bem-estar. Capacetes, botas, protetores auriculares e óculos de segurança estão entre os principais equipamentos. De acordo com a natureza da obra, porém, alguns outros acessórios se fazem necessários, como roupas especiais e máscaras.
Canteiro
Antes de iniciar a rotina de trabalho, é importante ter a certeza de que todos os equipamentos estão bem instalados e em bom estado. Checar andaimes, plataformas é fundamental, bem como conferir se eles possuem apoios e guarda-corpos. Também é fundamental que todas as aberturas na pavimentação ou no solo estejam devidamente sinalizadas e protegidas. Isso é imprescindível para que não haja quedas ou tropeços.
Da mesma forma, manchas de óleo, graxa ou locais em contato com água devem estar indicados, para que todos os trabalhadores possam caminhar em segurança. Confira também o tamanho dos locais de passagem e certifique-se de que eles são suficientes para a locomoção de trabalhadores e equipamentos.
Procedimentos
Na hora de realizar trabalhos específicos, todos os equipamentos necessários devem ser checados e ter funcionamento adequado. Além de ter uma instalação elétrica segura, os aparelhos devem ser compatíveis com a voltagem e não ultrapassar a potência máxima da rede que serve à obra. Na hora da concretagem, por exemplo, é preciso ter a certeza de que a betoneira está devidamente isolada e que o seu modelo é adequado para a rede elétrica.
Quando for preciso escavar ou entrar em valas, é fundamental garantir que a superfície está isolada e com os apoios necessários. Mesmo que o terreno não tenha riscos aparentes de desmoronamento, é importante certificar-se de que todas as medidas preventivas são cumpridas. Também não se pode entrar em locais como esses sem estar com as cordas de segurança e com os cabos que atam os trabalhadores à superfície, permitindo que eles possam ser puxados em caso de emergência.
Fonte: ExpressoMT